Como Instalar a Cadeirinha de Bebê

Como Instalar a Cadeirinha de Bebê

Dirigir com responsabilidade é o mesmo que dizer que todo motorista é responsável em transportar cada um de seus passageiros, principalmente quando o assunto envolve as crianças, então, nada melhor que reforçar alguns pontos importantes, por isso, é bom que saiba usar a Cadeirinha para Transporte das crianças corretamente, senão a criança pode se machucar ou até mesmo morrer, se acontecer um acidente. E ainda gera multa, duas coisas que você quer evitar a qualquer custo.

Desde 2010 o uso da cadeirinha para transporte das crianças deixou de ser uma simples opção de conforto para acomodar os filhos, passando ser obrigatório, e o tipo de assento de segurança, ou seja, a cadeirinha pode variar de modelo conforme a idade da criança, conforme mostrado no quadro abaixo:

  • O bebê conforto, é o tipo ideal para o transporte das crianças que tem até 1 ano de idade;
  • As cadeirinhas são as indicadas para o transporte das crianças entre 1 e 4 anos;
  • Os chamados assentos de elevação, devem ser utilizados para transporte das crianças que tem a idade de 4 até 7,5 anos;

A partir dos 7,5 até os 10 anos de idade, as crianças podem ser transportadas sentadas somente no banco traseiro e sempre atreladas ao cinto de segurança.

É bom esclarecer que as crianças nessa faixa de idade podem ser transportadas no banco da frente somente em casos que o modelo do carro tenha apenas 1 banco, ou, em ocasiões onde o banco traseiro já estiver com a lotação completa com outras crianças, conforme estabelecido em resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

Saiba como deve ficar a posição da cadeirinha para transporte das crianças

Bebê conforto

  • A partir do nascimento até 1 ano de idade, a criança deve ser transportada no bebê conforto, sempre apoiando o corpo para que não se mexa demais, principalmente o pescoço;
  • Deve ser instalado no sentido inverso da posição normal do banco do veículo, assim, evita trancos em caso de freadas ou acidentes;

Cadeirinha

  • As crianças de 1 ano até 4 anos de idade devem usar transportadas na cadeira de segurança que deve ficar sempre no banco de trás, voltada para frente, na posição vertical;
  • Claro que a cadeirinha para transporte das crianças, precisa estar fixada ao banco para que esta não saia do lugar;
  • A cadeirinha possui tiras almofadadas que devem ser ajustadas ao corpo da criança com uma folga de um dedo, assim, as crianças ficam confortáveis e tranquilas;

Assento de elevação

  • Já no caso das crianças com idade acima de 4 anos, devem utilizar somente o assento de elevação preso ao banco traseiro, que vai permitir que fique com altura suficiente para usar o cinto de segurança de três pontos.

Todos os acessórios utilizados como cadeirinha para transporte das crianças, seja do recém-nascido até a idade de 7,5 anos, devem ser utilizados somente quando tiver o selo do (Inmetro), Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial, pois é, este selo que confere qualidade e segurança aos produtos.

E nas motos, as crianças podem ser transportadas também?

Levar crianças que tenham menos de 7 anos de idade em motocicletas, é uma infração gravíssima, com penalidade de multa de R$ 191,54, 7 pontos na carteira, e até suspensão do direito de dirigir, além de recolhimento do documento de habilitação, já que nesta idade as crianças não tem condições de cuidar de sua própria segurança.

Quando as crianças alcançam a idade acima de 7 anos, podem ser transportadas em motocicletas desde que seja observado pelos pais ou responsáveis, que esta use capacete, acessórios e roupas adequadas ao seu tamanho, a fim de prevenir lesões mais graves nos casos de quedas, mas, também é preciso que tenham altura suficiente para manter os pés apoiados na pedaleira, e consigam manter-se agarradas ao piloto!

 

 

Nota
Imagens meramente ilustrativas.
Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da Hulk Equipamentos Automotivos Ltda ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público. Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito. Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas.
Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados. Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade. Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu veículo.

Cintos de Segurança Infláveis

Cintos de Segurança Infláveis

Os cintos de segurança são capazes de prevenir lesões que podem acontecer principalmente no pescoço, ou coluna, pois é responsável em evitar o tranco causado pela freada brusca, por isso, são de uso obrigatório por todos os ocupantes de um veículo, inclusive, para aqueles que sentam no banco de trás.

O interessante é que a partir de agora, tornam-se mais seguros ainda, já que alguns carros estão saindo de fábrica com cintos de segurança infláveis, novidade que foi desenvolvida e patenteada pela Ford a qual conseguiu aliar air bags a cada cinto de segurança dos passageiros no banco de trás. Conforme explicações da montadora, os cintos de segurança foram aperfeiçoados pensando justamente nos passageiros que sentam na parte de trás do veículo, visto que durante um acidente, e até em freadas inesperadas, é comum que ocorra um deslocamento lateral, principalmente em caso de colisões.

De acordo com estudos todos os passageiros sentados na parte traseira, mesmo que estejam atrelados aos cintos de segurança, e embora o veículo seja dotado também de air bags traseiros, isto, não significa que os ocupantes sairão ilesos em casos de acidentes, por isso, a Ford, viu a necessidade de colocar air bags em cada cinto.

Na verdade, o 1 º carro que foi fabricado com os cintos de segurança infláveis, foi o Explorer no ano de 2011, vendido nos Estados Unidos, e provavelmente outro carro que pode ser adquirido futuramente com esse item a mais de segurança, será o Fusion, mas, por enquanto também vendido apenas nos Estados Unidos!

Os motoristas que tem carros com air bags, apenas no banco da frente, podem ficar tranquilos pois, cumprem o prometido que é a proteção para o motorista e também para o carona, e como as montadoras sempre estão se empenhando em oferecer maior conforto e segurança para os ocupantes, os cintos de segurança infláveis, em pouco tempo, podem ser um item a mais independente do valor do veículo!

No Brasil um dos únicos carros que vem com cintos de segurança infláveis, é o Classe S, o sedan da montadora Mercedes-Benz, o qual é vendido como item de série em todas as versões do modelo.

Segurança também para motociclistas

O bom dos cintos de segurança infláveis que vem sendo desenvolvidos, é que podem também amortecer quedas as vezes inevitáveis dos motociclistas, por isso, um sistema parecido vem sendo aplicado a coletes os quais têm bolsas infláveis embutidas, sendo que na maioria de acidentes onde era usado um colete como esse, o motociclista teve apenas lesões leves.

O curioso é que essas bolsas infláveis funcionam a partir de sensores que são instalados na moto, então, a partir do momento que o piloto começa a cair, perdendo o controle, esses sensores acionam as bolsas que se inflam e evitam a colisão do motociclista ao solo e até com outro veículo, protegendo órgãos vitais como cabeça, peito e coluna.

Veja mais sobre o jaqueta inflável sem fio clicando aqui      www.motocenter.blog.br/sistema-de-airbag-de-jaqueta

Veja o como o cinto inflável irá funcionar:

 

 

Nota
Imagens meramente ilustrativas.
Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da Hulk Equipamentos Automotivos Ltda ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público. Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito. Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas.
Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados. Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade. Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu veículo.

Como resolver problemas na Homocinética

Como resolver problemas na Homocinética

Seu carro está fazendo barulho cada vez mais alto, ao esterçar (girar) a direção? Melhor então, é levar ao Centro Automotivo para avaliar e corrigir o problema, é provável que esteja com problemas na Homocinética!

Caso tenha ouvido falar, mas, não sabe o que é, junta da homocinética, ou, junta de velocidade constante, é um sistema de peças responsável pela transmissão de força que vai desde os eixos das rodas ao volante, e vice-versa, que torna possível o veículo se movimentar.

É formado com um veio transmissor, esferas de aço, rolamentos, cúpula e veio transmissor como parte do cubo da roda, ou seja, um par de dobradiças arredondadas as quais giram em posições contrárias. Além de ter uma parte interna e externa, separadas por uma esfera, junto da parte externa do semieixo, as quais deslizam permitindo os movimentos em vários ângulos distintos.

Embora este problema possa surgir aos poucos como um forte barulho que começa a ser notado ao esterçar, felizmente não é um problema considerado grave e, nem tão caro para consertar, claro, que tudo depende do preço da mão de obra do mecânico, mesmo assim, o conserto não pode ser adiado, já que está ligado diretamente ao funcionamento das transmissões de força do carro.

Os problemas na Homocinética podem aparecer devido esforço excessivo que o motorista exige do seu carro, como torque demasiado, trancos, ou, arrancadas constantes que podem danificar o conjunto, cuja função principal é a transmissão de força.

Sempre deve fazer uma pergunta na sua mente: quando sei que há problema na junta homocinética  e o que eu devo fazer ? um dos sintomas que pode identificar se o carro está com problemas na Homocinética, é a perda de força mesmo acelerando, além disso, durante manobras é possível ouvir barulhos de atrito metálico seguidos de estalos, os quais indicam que há desgaste na peça, por isso, o mecânico deve apontar que a junta está com folga e precisa ser trocada.

Ao notar que o carro está apresentando alguns dos sintomas mencionados, o mais indicado é procurar um Auto Center de confiança e especializado para sanar o problema, seja na Homocinética, ou, não.

 Para entender melhor, assista o vídeo abaixo

Fonte: Canal Componentes Nakata

Claro, que muita gente tem acessado a internet para ser “seu próprio mecânico”, e no caso de problemas na Homocinética não podia ser diferente, mesmo assim, tudo que o pretensioso mecânico pode fazer é apenas desmontar as juntas, retirar as coifas (rebolos), limpá-las, e renovar a graxa, aliás, isto deve ser feito com certa frequência!

E se mesmo assim, o problema persistir, o melhor a fazer é procurar um mecânico, senão, o carro pode quebrar de repente e o motorista, ainda terá gastos com guincho, aí sim, o prejuízo será bem maior!

 

 

Nota
Imagens meramente ilustrativas.
Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da Hulk Equipamentos Automotivos Ltda ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público. Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito. Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas.
Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados. Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade. Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu veículo.

Como não afetar o meio ambiente com fluídos lubrificantes

Como não afetar o meio ambiente com fluídos lubrificantes

Todo equipamento que trabalha com peças ou componentes em movimento trabalha com fluidos lubrificantes para evitar o desgaste de suas partes móveis, para isso é utilizado um óleo de origem mineral formulado a partir do petróleo.

Tais óleos lubrificantes sendo devido a função do uso normal, ou, através de circunstancias acidentais, podem acabar se degradando a ponto de não mais prestarem para suas finalidades, originando um resíduo nocivo, já que é rico em metais pesados, além de ácidos orgânicos, hidrocarbonetos policíclicos aromáticos e dioxinas, sendo que todos juntos podem representar um grande problema a saúde e afetar o meio com fluídos lubrificantes gerando danos irreversíveis ao eco sistema!

A questão da reciclagem de fluidos lubrificantes usados, ganha cada vez mais espaço para a questão da conservação ambiental, visto que nos países desenvolvidos, a coleta de óleos usados é geralmente tratada como uma necessidade de proteção ambiental, e não apenas uma opção!

Diante dessa peculiaridade, a gestão adequada desses resíduos possui importância fundamental não apenas para o meio ambiente, como também para o segmento da parte econômica, e a busca de fontes alternativas assim, como de programas de utilização reversa desses produtos.

A resolução nº 9 de 31 de agosto de 1993 do CONAMA, tornou obrigatória não afetar o meio ambiente com fluídos lubrificantes de nenhum tipo, assim, ficou estabelecida a coleta de todos os óleos usados, feitas pelas empresas credenciadas na ANP e licenciados pelos órgãos estaduais de proteção ambiental.

É proibido o descarte de óleo em solos, águas superficiais, águas subterrâneas, no mar, ou em sistema de esgoto ou evacuação de águas residências, ou de modo que represente contaminação atmosférica superior ao nível estabelecido por lei.

E para não afetar o meio ambiente com fluídos lubrificantes, o descarte só pode ser realizado após tratamento prévio, além de ser obrigatório que sejam mantidos os registros de compra e alienação de óleo durante 2anos, caso consuma um mínimo anual de 700 litros/ano.

 

 

Nota
Imagens meramente ilustrativas.
Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da Hulk Equipamentos Automotivos Ltda ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público. Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito. Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas.
Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados. Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade. Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu veículo.

História da categoria F-5000

História da categoria F-5000

A história da categoria F-5000 teve início nos Estados Unidos durante as décadas de 60 a 70, era uma nova opção para fórmulas feitas e em pouco tempo, se popularizou rapidamente pelo mundo inteiro.

A ideia inicial era que a F-5000 fosse uma opção mais barata que a F1, principalmente devido a batalha que envolvia a Indy, promovida pela USAC, enquanto a Sport Car Club of America, conhecida por SCCA,  começou a acreditar nas corridas em circuitos mistos, sempre se baseando nas regras que eram aplicadas nos grupos da FIA.

Em 1965, foram criadas as Fórmulas A, B e C, mantendo os regulamentos que aconteciam nas categorias F2 e F3, além de séries que mais tarde se tornariam clássicas como a Trans-Am e a Can-Am, mas, foi em 1966 o ano em que aconteceu o 1o campeonato da Fórmula A, onde Harry McIntosh consagrou-se campeão nacional pilotando uma Brabham BT7 da F1, modelo de 1963.

No ano seguinte, foi a vez do campeão Chuck Kirkbride, dirigindo a Lotus 18 que competiu sozinho na série em provas abertas com os carros da Fórmula B, sendo que antes disso, não havia ganho nenhuma prova sequer, e sempre chegava até duas voltas atrás do vencedor!

O sucesso da SCCA era visível com suas séries de turismo e carros esportes, então, decidiram alterar algumas regras permitindo a participação de carros com motores de produção com até 5 litros, maiores que utilizados pela F1 que são de 3 litros, como os modelos Chevrolet Camaro, Ford Mustang, Dodge Challenger, AMC Javelin, Plymouth Barracuda, além de outros V8.

Esse foi o trampolim para que a categoria F-5000 fosse alavancada devido a oferta, e isso, chamou a atenção de fabricantes de chassis como McLaren, Lotus, Chevron e Lola, passando realmente a ser conhecida como F-5000.

Já o campeonato original da SCCA acabou se beneficiando também do enorme sucesso da Can-Am, assim, como pilotos e fabricantes europeus que já estavam de olho na modalidade e acabaram migrando para os monopostos da entidade.

Durante onze temporadas, somente nas três primeiras é que o campeão foi americano.

Nos anos seguintes os campeonatos ficaram para os ingleses, Jody Schekter em 1973, e Brian Redman, que ficou conhecido como uma lenda na categoria f-5000, graças ao tricampeonato em 74/75/76.

Outros corredores que passaram pela F1, também fizeram parte da F-5000 americana, Chris Amon, Peter Gethin, Derek Bell, James Hunt, Lella Lombardi, Jackie Oliver, Alan Jones, Patrick Tamo eles, bay, Andrea de Adamich e Hiroshi Fushida.

Muitos pilotos locais que não estavam satisfeitos com a quase ausência de traçados mistos na Indy, começavam então, a ser atraídos para a F-5000.

Como Mario Andretti, os irmãos Unser e Gordon Johncock, além de outros, que insistiram para disputar a série contra a vontade da USAC, isso, levou dirigentes a entrar em acordo e, a partir de 1974, as duas entidades reafirmaram a F-5000, fazendo dela a principal competição de monopostos do país.

Para participar da categoria F-5000, podiam ser utilizados até mesmo os carros de F1 sempre em configuração original. Era necessário apenas, adaptar monopostos do mundial, além de fazer os enormes motores 5.0 caberem dentro de seus chassis estreitos, praticamente impossível!

É interessante esclarecer que a principal diferença para os carros da F1 era o tanque de combustível com a capacidade 50% menor, por isso mesmo, a corrida dos F-5000 eram feitas em duas baterias para facilitar o reabastecimento, além é claro, de terem quase 100 cavalos de força a mais de potência e 100 kg mais pesados.

Para os saudosos da F-5000 uma boa notícia, é que desde Março de 2016, alguns empreendedores liderados pelo ex-piloto Chris Lambden, apresentaram a imprensa um protótipo baseado no chassi Swift FN09, recentemente abandonado pela antiga F-Nippon japonesa, com motor Ford Coyote 5.0 desenvolvido a partir de unidades de produção, com um ar vintage típico dos clássicos F-5000 dos anos 70!

Aparentemente, a ideia é retomar a Tasman Series, com sete etapas na Austrália e na Nova Zelândia entre Dezembro e Janeiro.

Os idealizadores deixaram bem claro, que os pilotos interessados devem ter mínimo de 18 anos, isso, demonstra que não é apenas uma categoria de base.

O retorno da categoria F-5000 está prevista para acontecer até o final de 2017.

É aguardar, para ver!

 

 

Nota
Imagens meramente ilustrativas.
Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da Hulk Equipamentos Automotivos Ltda ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público. Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito. Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas.
Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados. Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade. Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu veículo.

Quais carros as mulheres preferem?

Quais carros as mulheres preferem?

As mulheres estão ocupando uma grossa fatia no mercado de automóveis, isto é porque não querem simplesmente ter um carro, sabem exatamente o que procuram, por isso, já tem montadoras que investem em pesquisas, preocupadas em saber quais carros as mulheres preferem!

E quando se trata de carros para mulheres, todo o cuidado é pouco na hora de fazer o projeto pensando nelas, pois, cada detalhe vai fazer a diferença na compra, como acessórios especiais, cores, posição elevada do banco, tipo dos estofados, quebra sol com um espelho atrás, até as maçanetas precisam ser cuidadosamente pensadas de uma maneira que não quebre unhas, pois, isto sim, é um verdadeiro desastre na vida de uma mulher!

E engana-se quem acha que basta ser um carro fofinho, rosa de bolinhas brancas para a mulher comprar, porque elas também ficam atentas a segurança, economia, valor do IPVA, do seguro, isso tudo, deve fazer parte das pesquisas feitas antes de decidir qual modelo comprar!

O público feminino pode ter a opinião dividida devido a tantos modelos e preços existentes a disposição no mercado, e certamente cada uma vai escolher de acordo com a faixa etária que está, por exemplo, uma solteira pode não ter interesse em carros grandes, já que não tem filhos para levar, mas, pode gostar para viajar com as amigas!

 

Vamos conferir quais são?

Ford Ka

 

  • Design feminino;
  • Confortável;
  • Fácil de estacionar;
  • Entre outros.

Volkswagen New Beetle

 

  • Design fofo;
  • Motor potente;
  • Fácil de estacionar;
  • Entre outros.

Volkswagen Fox

 

  • Várias cores a escolher;
  • Compacto e confortável;
  • Fácil de estacionar;
  • Entre outros.

Citroën C3

 

 

  • Design encantador;
  • Compacto e confortável;
  • Fácil de estacionar;
  • Entre outros.

Ford EcoSport

  • A altura é o diferencial;
  • Campo amplo de visão privilegiado, trazendo mais segurança;
  • SUV compacta com muita tecnologia e funcionalidades;
  • Entre outros.

Kia Soul

 

 

  • Design arrojado e elegante;
  • Muitas funcionalidades;
  • Câmera de ré e teto solar;
  • Entre outros.

Honda Fit

 

 

  • Amplo espaço interno;
  • Pode transportar objetos como carrinhos e bicicletas;
  • Posição do volante permite maior visibilidade;
  • Direção elétrica leve e macia;
  • Entre outros.

Fiat Uno

  • Econômico;
  • Preço baixo;
  • Pode ser customizado com aplicação de adesivos temáticos com cores chamativas e poderosas;
  • Entre outros.

Fiat 500

 

 

  • Design retrô típico de carros italianos;
  • Fácil de estacionar;
  • Teto conversível;
  • Pode ser personalizado internamente e externamente;
  • Entre outros.

Seja como for, essas são boas dicas para os vendedores das concessionárias ou das lojas de automóveis, pois, sabendo quais carros as mulheres preferem, certamente venderão muito mais!

 

E esses são alguns modelos de carros preferidos pelas mulheres, e alguns homens também. Se sentiu falta de algum modelos do seu gosto, deixe um comentários para estarmos sempre atualizando esta lista.

 

 

Nota
Imagens meramente ilustrativas.
Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da Hulk Equipamentos Automotivos Ltda ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público. Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito. Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas.
Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados. Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade. Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu veículo.

Oficinas tradicionais estão perdendo cliente para oficinas modernas

Oficinas tradicionais estão perdendo cliente para oficinas modernas

Todo bom motorista tem aquele conhecido que pode ser considerado como o seu mecânico de confiança. Mas o que o mercado percebeu há um bom tempo é que existe um bom nicho dentro destes motoristas que simplesmente não gostam de ter que ir naquelas oficinas da esquinas. Geralmente são ambientes escuros, sujos, que não passam confiança, pelo menos em um primeiro momento. Cada vez mais as pessoas procuram excelência no atendimento e conforto em qualquer serviço que utiliza, inclusive na hora da manutenção do seu carro.

Mas uma nova abordagem deste mercado está se espalhando rapidamente pelo Brasil e atraindo muitos clientes, que são os grandes centros de atendimentos de seguradoras e das próprias concessionárias.

Estes espaços são completamente diferentes das tradicionais oficinas que grande parte dos motoristas mais antigos estão acostumados a frequentar. São geralmente ambientes muito mais receptivos, onde o motorista não tem nenhum contato com a parte onde o serviço sujo realmente acontece.

A pessoa geralmente fica dentro de um ambiente climatizado, tomando um cafezinho e lendo uma revista, enquanto a manutenção do carro é realizada. Além disso grande parte destes locais também estão equipados com TV de LCS, conexão de internet Wi-Fi e até mesmo cadeiras de massagem em alguns casos. Isso quando a pessoa precisa esperar no local, logicamente, porque muitos dos serviços podem ser agendados, tanto na hora de dar a entrada do veículo quanto na hora da retirada.

Por exemplo, se a pessoa sofre algum acidente com seu veículo, todos os procedimentos podem ser feitos dentro destes centros, com todo o conforto possível. Mas o que realmente tem chamado a atenção dos motoristas são os serviços extras que são oferecidos nestes mesmos locais.

Por exemplo, os motoristas que desejam fazer alguns serviços preventivos no seu carro, como alinhamento, balanceamento e também compra de pneus também podem utilizar o C.A.S.A.(Centro Automotivo de Super Atendimento) e ainda por cima ganhar 50% de desconto em cima dos valor de tabela dos serviços. Alguns serviços também podem ser feitos totalmente de graça, como troca de peças que são compradas no local e checagem de itens de segurança.

Como a ideia é realmente ser um centro de facilidades para os motoristas, a ideia é também reunir uma série de parceiros para outros serviços que os clientes possam precisar, como locação de veículo, reparo de vidros, lanternas e faróis, vistoria prévia, instalação de rastreador, entre outros.

O que realmente chama atenção das pessoas que vão pela primeira vez neste tipo de centro e que estão acostumados com as oficinas mais convencionais é que o ambiente realmente não parece em nada com um centro de reparos de carros. O piso das oficinas, mesmo dos locais onde acontecem os reparos dos carros, são extremamente limpos, e é possível ver pessoas limpando o chão diversas vezes no dia.

Além disso, segundo os motoristas que frequentam estes locais, o que realmente chama a atenção é a transparência com o que acontece o serviço. Ou seja, as pessoas dentro destes locais se sentem mais a vontade e até mesmo conseguem confiar mais nos diagnósticos e procedimentos que são realizados nestes centros do que nas oficinas mais tradicionais. Sinal que uma das poucas vantagens dos mecânicos convencionais também está conseguindo ser revertida pelos grandes centros.

Foram feitas algumas pesquisas com os motoristas que estavam recebendo atendimento nestes centros e algo que realmente é muito elogiado pelos mesmo é justamente o fato dos profissionais e o estabelecimento deixar as pessoas mais a vontade. Muitos motoristas lembram que alguns estabelecimentos impedem que o motorista acompanhe o que está sendo feito com o seu carro, impedindo que eles entrem dentro das oficinas.

Isso geralmente não acontece nestes grandes centros, que tem uma politica bem rígida relacionada a deixar sempre os motoristas a vontade para fazerem o que quiserem, inclusive se desejarem acompanhar ao lado dos profissionais tudo o que está sendo feito com o seu carro.

Fonte: www.salaodocarro.com.br

 

 

Nota
Imagens meramente ilustrativas.
Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da Hulk Equipamentos Automotivos Ltda ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público. Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito. Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas.
Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados. Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade. Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu veículo.

As Poderosas das Pistas, As Grid Girls

As Poderosas das Pistas, As Grid Girls

A popularidade das Grid Girls há anos faz parte das corridas em quase todas as modalidades de automobilismo e motociclismo!

São as garotas capas de revistas dentro de trajes chamativos e deslumbrantes que fazem a alegria dos pilotos, dos mecânicos e da galera em geral!

E são carinhosamente conhecidas como as gatas do grid, as pit girls, race queens, cada local, ou cada país, batiza com o nome que mais convier, e são elas que aparecem circulando pelo grid, pelo paddock antes e depois de cada corrida. Veja uma pequena demostração nas imagens abaixo:

Sem dúvida é um dos mais atraentes e chamativos apelos que marcam presença em cada autódromo que comparecem, o engraçado é que tem gente que se contenta apenas em posar ao lado delas para uma foto, nem se preocupando que os ídolos verdadeiros são os pilotos!

A popularidade das Grid Girls teve início em 1969! Foi quando a modelo japonesa Rosa Ogawa, garota-propaganda da Cosmo Oil Co, apareceu usando um vestido esvoaçante, capacete, óculos e luvas de pilotagem, isso, porque a empresa estava divulgando a nova gasolina de alta octanagem, então, decidiu incluir a Rosa para ilustrar a campanha! Cá entre nós, foi uma ótima pedida!

E mesmo que a modelo apareceu somente por breves instantes ao lado dos carros patrocinados pela marca, foi o início de uma nova carreira para as garotas, assim, nasceram as Grid Girls!

As mulheres sempre tiveram presentes nos grids e paddocks da F1, só pelo motivo de serem as esposas ou namoradas dos pilotos, ou até parentes de funcionários de equipes ou do autódromo.

E como a cena de Rosa Ogawa foi muito marcante para os patrocinadores, no ano seguinte, em 1970, os bronzeadores Hawaiian Tropic decidiram divulgar o produto colocando belas garotas de biquíni no grid, antes do início das corridas de Le Mans, e depois, em 1983 nas 8 Horas de Suzuka para motos.

Rapidamente os patrocinadores perceberam que seria um dos melhores meios para atrair a atenção do público em geral, e acabou se tornando uma tradição a popularidade das Grid Girls em várias categorias do automobilismo, e claro, sempre com roupas ousadas!

Com o passar dos anos as Grid Girls ganharam tarefas simples como segurar as sombrinhas para os pilotos, as placas de formação do grid, fazer apresentação dos pilotos, posar para fotos com os vencedores, ao lado dos carros, orientar os vencedores no backstage do pódio e até entregar os prêmios.

Toda a produção das Grid Girls envolvem maquiagens pesadas, roupas extravagantes e coladas ao corpo, tudo para transbordar a sensualidade que o público masculino adora ver, e claro, isso, sempre foi alvo de muitas críticas!

Tanto que em alguns países mais conservadores, o trabalho das Grid Girls não é bem-vindo, devido a exposição exagerada do corpo feminino, felizmente não é o caso do no Japão, onde tudo começou, elas recebem status de ídolos entre as garotas, por isso, recebem o apelido de racing queens!

Atualmente a modelo Constance Nunes faz muito sucesso entre o público masculino, afinal, foi considerada a Grid Girl mais sexy do mundo automobilístico!

Gostou da matéria sobre Grid Girls?!

Acesse o site GRID GIRLS e veja mais informações sobre as garotas que anima as pistas de corridas e outros esportes

 

 

Nota
Imagens meramente ilustrativas.
Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da Hulk Equipamentos Automotivos Ltda ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público. Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito. Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas.
Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados. Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade. Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu veículo.

Aprenda a tirar ferrugem de suas ferramentas.

Aprenda a tirar ferrugem de suas ferramentas.

Passar meses sem abrir a caixa de ferramentas ou usá-las eventualmente não é garantia de durabilidade. Mesmo após muito tempo sem uso, uma grande e desagradável surpresa pode aparecer: a ferrugem. Por isso, aprender como limpar ferramentas enferrujadas pode ser uma boa maneira de mantê-las conservadas e prontas para qualquer trabalho.

Sem dúvidas, a prevenção ainda é o melhor remédio até mesmo quando se trata de ferramentas. A ferrugem aparece porque provavelmente ela foi guardada sem ser limpa e os resíduos – principalmente da madeira – seguram a umidade. Além disso, armazená-las em locais úmidos, expostas a chuva e goteira, também propicia sua oxidação e diminui sua vida útil. O ideal é que logo após o uso, as chaves e os alicates sejam limpos com um pano seco ou até mesmo com a ajuda de uma escova de dente velha.

Mas se já é tarde demais e suas ferramentas já estão tomadas pelo inimigo, acompanhe abaixo dicas simples para tirar de vez a ferrugem do seu arsenal de trabalho.

Dicas de como limpar ferramentas enferrujadas com métodos caseiros
Com um pouco de cuidado e dedicação, as ferramentas poderão conquistar seu brilho novamente. Limpar ferrugem com vinagre é um dos métodos caseiros mais utilizados. Mergulhe a ferramenta por 3 horas no vinagre e depois esfregue com uma com uma escova de dente. Poderá ser necessário repetir a operação para a limpeza completa. Após essa etapa, seque bem a ferramenta e finalize com óleo vegetal.

Outra maneira de eliminar a ferrugem é fazer uma mistura de limão e bicarbonato, aplicar na ferramenta com a ajuda de um pincel, deixar agir alguns minutos e passar uma lixa número 300. Depois basta limpar bem com uma folha de papel toalha ou pano seco. Se a ferramenta estiver com pouca ferrugem, utilize apenas lubrificante e passe a lixa 300. Finalize com o papel toalha. Lembre-se que essas misturas são ácidas, por isso utilize luvas durante o processo.

Produtos específicos para limpar ferramentas
Para aqueles que não são adeptos das soluções caseiras, é possível encontrar no mercado produtos específicos para essa finalidade, como por exemplo, o removedor de ferrugem, condicionador de metal e lubrificantes.

Esses produtos são prático e são indicados para desoxidar e limpar metais. Eles removem a ferrugem e atua na fosfatização das superfícies metálicas. A média de preço desses limpadores é de R$13, para embalagens de 500 ml.

Manter as ferramentas limpas e bem conservadas não é difícil, com um pouco de dedicação e cuidado elas ficarão sempre prontas para realizar qualquer tipo de reparo. Além disso, há maneiras práticas de eliminar de vez a ferrugem, utilizando produtos caseiros ou industrializados.

Fonte: g1.globo.com

Nota Imagens meramente ilustrativas. Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da Hulk Equipamentos Automotivos Ltda ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público. Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito. Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas. Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados. Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade. Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu veículo.

Os Carros Mais Rápidos do Planeta.

Os Carros Mais Rápidos do Planeta.

Os carros mais velozes do mundo não estão somente nos filmes, são de fato reais e talvez com muito mais tecnologia e sofisticação, o melhor é que estão a disposição para compras geralmente sob encomenda pelos consumidores amantes de velocidade que gostam de carros com estilo, garra, muita potência e estão dispostos a desembolsar alguns milhares de dólares para preencher esta satisfação pessoal!

Entre os carros mais velozes do mundo o destaque é para o Bugatti Veyron 16.4 Super Sport que graças à velocidade entrou para o Guiness Book, o Livro dos Recordes, embora tenha sido desbancado por outro dos modelos abaixo!

E mesmo que os outros carros mais velozes do mundo não tenham entrado para o Guiness, cada uma dessas maravilhas merece toda atenção, basta comparar a ficha técnica de cada, claro que a maioria atinge a faixa de 400 km/h, quanto ao preço, alguns são assustadores! Confira:

Claro que a Porsche não podia ficar de fora dos carros mais velozes do mundo, uma das principais marcas de carros esportes e teve início na Áustria e, hoje, está em Estugarda na Alemanha, por isso, selecionamos 2 modelos que atingem a velocidade acima de 400 km/h, a boa notícia é a diferença de preço que podem ser adquiridos!

9ff Porsche GT9-R

Motor é F6 RWD

Ano de lançamento 2009

Preço U$920.000

Velocidade máxima 413 km/h

Potencia e torque: 1483 Nm @ 6150 rpm

0-100 km/h 2,85 segundos

9ff Porsche 911 GT2 GTurbo 1200

 

Motor boxer-6 RWD

Ano de lançamento 2010

Preço US $ 300.000

Velocidade máxima 414 km/h

Potencia e torque 1100 Nm @ rpm

0-100 km/h 2.8 segundos

Koenigsegg Agera R

Este carro é de uma montadora sueca Koenigsegg, e atinge a velocidade de 420 km/h, embora a empresa garanta que é possível alcançar 440 km/h.

Motor V8 RWD

Ano de lançamento 2011

Preço US $ 2 milhões

Velocidade máxima 420 km/h

Potencia e torque 1500 Nm @ rpm

0-100 km/h 2.8 segundos

SSC Ultimate Aero TT

Este carro pode chegar na velocidade de 430 km/h, mas, atingiu essa marca somente nos testes de engenharia, como não conseguiu nas pistas, ficou fora do Guinness Book.

Motor V8 AWD

Ano de lançamento 2009

Preço US $ 920 mil

Velocidade máxima 430 km/h

Potencia e torque Nm @ rpm

0-100 km/h 2.5 segundos

Bugatti Veyron 16.4 Super Sport

Motor W16 AWD

Ano de lançamento 2010

Preço US $ 2.350.000

Velocidade máxima 431 km/h

Potencia e torque1500 Nm @ 2200 rpm

0-100 km/h 2.2 segundos.

Hennessey Venom GT

Em 2014 foi o Hennessey Venon GT que bateu recorde de velocidade, isto depois de 4 anos sendo liderado pela Bugatti. Esse superesportivo atingiu 435,3 km/h, e foi de 0 a 300 km em apenas 13,63 segundos

Motor V8 6.2 bi-turbo do Corvette

Ano de lançamento 2014

Preço US $ 1.200.000,00

Velocidade máxima 435,3 km/h

Potencia e torque1244 Nm @ 2200 rpm

0-100 km/h 2.2 segundos.

Além dos modelos mencionados existem dezenas de outros tão velozes quanto estes, já o preço de cada um é apenas uma estimativa, devido haver centenas de sites, alguns com informações relevantes, outros nem tanto!

 

 

Nota
Imagens meramente ilustrativas.
Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da Hulk Equipamentos Automotivos Ltda ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público. Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito. Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas.
Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados. Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade. Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu veículo.

Mulheres que Fizeram História no Automobilismo.

Mulheres que Fizeram História no Automobilismo.

Não foram somente os homens que marcaram presença na trajetória do automóvel, algumas mulheres fizeram história no automobilismo também, assim, como nos dias atuais muitas estão fazendo um papel importante na sociedade, como algumas brasileiras por exemplo, é só conferir!

Bertha Benz

Foi graças a Bertha Benz que o automóvel ficou popular, por isso, ficou conhecida como a “mãe” do automóvel, além disso, foi o primeiro piloto de teste da história!

Casada com Karl Benz, no ano de 1888, Bertha dirigiu o Patent-Motorwagen Nº 3, fazendo a primeira viagem de longa distância com veículo motorizado com seus dois filhos, percorrendo cerca de 104 km entre as cidades de Mannheim e Pforzheim.

E como tudo era novidade, enfrentou vários problemas pelo caminho!

Chegou inclusive, a usar um prendedor de cabelos para desobstruir o tubo de combustível que entupiu, isso, permitiu que sugerisse melhorias no carro, como o uso de uma terceira marcha por exemplo, após ter dificuldade para subir uma ladeira com o veículo que tinha somente duas marchas!

Bertha Benz também deu origem a invenção da lona de freios.

Duquesa d’Uzés

A 1 ª habilitação para uma mulher dirigir, foi conseguida em 1898, na França, pela Duquesa Anne d’Uzés e passado 2 meses, conquistou outra façanha, claro, que nos dias de hoje, esse ninguém quer, foi a primeira mulher a receber uma multa de trânsito, por excesso de velocidade!

Imaginem só, o limite na época, era de 12 km/h, e ela passeava tranquilamente a 15 km/h, na época deveria ser algo inaceitável, uma mulher dirigindo e em alta velocidade!

Talvez, por esse motivo, fundou o primeiro clube feminino do automóvel da França!

 

Maria José Pereira Barbosa Lima e Rosa Helena Schorling

Aqui no Brasil em 1932, foi o ano em que as primeiras mulheres tiraram habilitação para dirigir automóvel, foram elas, Maria José Pereira Barbosa Lima, e Rosa Helena Schorling, primeira paraquedista do País, e no ano seguinte em 1933, também tirou carta de moto!

Mary Anderson

O 1º limpador de para-brisa foi inventado em 1903 pela norte-americana Mary Anderson, que durante uma viagem a Nova Iorque viu que os condutores dos bondes precisavam abrir as janelas sempre que chovia.

Por isso, teve a ideia de criar um braço com ponta de borracha onde os condutores poderiam usar de dentro dos bondes por meio de uma alavanca, esta invenção acabou sendo equipamento obrigatório nos veículos nos EUA em 1916.

Madame Camille Du Gast

A primeira mulher a participar de um rali em 1901 foi a francesa Madame Camille Gamond Du Gast, entre as cidades de Paris e Berlim.

Ela dirigia um Panhard-Levassor de 20 cv que não era preparado para corridas, mesmo assim, percorreu 1.105 quilômetros, largando em 122º lugar e terminando em 33º na classificação geral. A prova durou 25 horas e 30 minutos.

Maria Teresa de Filippis

Maria Teresa de Filippis foi a 1ª mulher a participar da Fórmula 1 entre 1958 e 1959, e seu melhor resultado foi 10º lugar no Grande Prêmio da Bélgica em 1958.

Lella Lombardi

Lella Lombardi também dirigiu na fórmula 1, entre 1974 e 1976, seu melhor resultado foi no Grande Prêmio da Espanha em 1975, quando terminou na 6 ª colocação, e foi também a primeira mulher a pontuar na categoria.

Giovanna Amati

A italiana Giovanna Amati foi a última mulher a participar da Fórmula 1, em 1992, quando tentou se classificar nas três primeiras corridas da temporada pela extinta Brabham, como não conseguiu, abandonou a categoria e foi substituída por Damon Hill.

Danica Patrick

Danica Patrick é atualmente piloto da Nascar, e tem o título de mulher mais bem-sucedida no automobilismo!

Ela é norte-americana, e é a 1 ª mulher a conquistar a Pole Position, a primeira posição no grid de largada na Nascar, com vitória obtida no ano de 2013 na prova Daytona 500, a mais importante e tradicional da categoria!

Além disso, ganhou o título de primeira mulher a vencer uma corrida na Fórmula Indy em 2008, e foi também a primeira a subir ao pódio na famosa corrida das 500 Milhas de Indianápolis em 2009 chegando em 3 º lugar!

Mary Barra

Mary Barra, assumiu o cargo de presidente-executiva global da GM em janeiro de 2014, por isso, ficou conhecida como a primeira mulher na história a liderar uma montadora!

Na GM, o histórico de mulheres no comando é grande, como a subsidiária brasileira que já foi comandada por duas norte-americanas, Denise Johnson, que ficou no posto por apenas oito meses entre os anos de 2010 e 2011, e Grace Liblein, que liderou a GM do Brasil entre os anos de 2011 e 2012.

E como não podia ser diferente, a mulher brasileira mais uma vez marca presença com a brasileira Isela Costantini que ocupa destaque nas operações da GM na Argentina, no Uruguai e no Paraguai, por isso, foi escolhida como “CEO do Ano 2015” na Argentina!

 

 

Nota
Imagens meramente ilustrativas.
Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da Hulk Equipamentos Automotivos Ltda ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público. Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito. Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas.
Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados. Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade. Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu veículo.

Aprenda a Valorizar Seu Usado na Venda

Aprenda a Valorizar Seu Usado na Venda

Nem sempre a venda de um carro é uma tarefa simples, principalmente depois que verificou o preço na tabela dos usados, qual a média que estão sendo vendidos, tudo isso, cria só expectativa já que o valor que está pedindo é sempre superior ao oferecido, e para melhorar a oferta do comprador o ideal é que aprenda a valorizar seu usado na venda!

Certamente valorizar seu usado na venda não é uma tarefa nada fácil, mesmo assim, vale a pena já que qualquer 500 reais a mais que conseguir na negociação, será 500 a menos que desembolsará na compra de outro!

A desvalorização do produto é algo que infelizmente existe, e de nada adianta querer elevar o preço porque o carro está todo equipado, cheio de acessórios caros, ou, se tem ainda, cheiro de novo, pois, saiu da concessionária e virou a esquina, são 20% a menos no bolso!

Seja como for, nenhum desses fatores é para desanimar, deve ser persistente, não vender ao 1 º que aparece e joga o preço lá embaixo, principalmente porque você sabe que o carro está bom e vale cada centavo.

Por isso, uma boa estratégia é que aprenda a valorizar seu usado na venda, assim, terá argumentos convincentes!

Pode parecer incrível, mas, aprenda a valorizar seu usado na venda, desde o momento em que você comprou, ou, seja, cuide muito bem de seu veículo para que fique em ótimo estado de conservação, um ótimo visual é o que chama atenção e provoca o interesse em qualquer comprador!

Durante o tempo em que estiver com o carro, aprenda que o valor que pretende numa futura negociação vai depender de algumas atitudes que teve. Confira:

 

  • Não fumar dentro, a fumaça além de amarelar todo o interior, deixa o ambiente impregnado com cheiro de nicotina;
  • Não comer dentro do veículo já que as migalhas se espalham por todo o interior, inclusive, o aspirador usado constantemente acaba desgastando mais rápido o carpete e os bancos;

 

  • A limpeza pode disfarçar manchas de alimentos ou sucos nos bancos, mas, acaba com a aparência em geral, pois, deixam marcas;

 

  • Tenha o hábito de deixar o carro estacionado em locais fora da ação do sol, isto, é desastroso para a pintura, mesmo que encere periodicamente;

 

  • Riscos ou arranhados na pintura devem ser corrigidos em funileiros especializados, senão a aparência fica pior ainda;
  • Caso tenha comprado o carro ainda zero, faça todas as revisões e manutenções nas datas corretas, isto é um fator que eleva o preço do usado;

 

  • Evite fazer mudanças radicais demais, pois, nem sempre é sinônimo de valorização, como rodas, pintura, faróis, até no som ou na mecânica, pois a maioria prefere o carro com a cara que saiu da concessionaria;
  • A cor do carro pode influenciar também na hora de valorizar seu usado na venda, porque cores personalizadas estilo pink, laranja, entre outras super chamativas podem ser o sonho de consumo de alguns somente, mas, na hora da revenda vai descobrir que mesmo com o carro com aspecto de zero, o preço devido a cor, pode despencar;

 

  • Na dúvida pode apostar no branco, preto, ou prata, dificilmente desvalorizam;

É interessante frisar que o valor de seu usado pode variar conforme o comprador, então, analise se precisa ter mais dinheiro na mão e, nesse caso o ideal seria vender para o particular que sempre paga mais, ou, se quer dar o carro com valor X de entrada, nesse caso pode conseguir uma negociação melhor na revenda.

Mesmo assim, o preço oferecido por uma revenda pode ser mais baixo que outra, ou, a tabela de juros pode ser mais alta, portanto fica a dica de não fazer negócio logo na 1ª revenda ou concessionária que entrar, pesquise muito, até ter a certeza que está levando vantagens!

Já numa negociação com particular, não esqueça que deve dar garantia de motor e câmbio de 3 meses pelo menos, agora, vendendo o carro para uma revenda o carro é avaliado na hora, e se julgarem que tem algo a fazer isto desvaloriza o valor a ser pago, só que em compensação, depois de vendido ninguém vem bater a sua porta pedindo que seja indenizado pelo conserto!

Um item importante que valoriza seu usado na venda, é o manual do proprietário e a chave reserva, e isto vale para particular e concessionaria, onde podem ser vistas as datas das revisões e, se foram feitas nas datas corretas, indica que o condutor sempre esteve atento ao carro, e assim, pode chegar no preço desejado!

No caso do comprador ser um particular, fique atento a transferência de propriedade, acompanhe até a certeza que já transferiu de nome, senão as multas e a pontuação dele sairão em seu nome, além disso, não esqueça de informar a sua seguradora que não está mais com o carro, principalmente se ainda estiver pagando as parcelas do seguro!

Boa compra!

 

 

Nota
Imagens meramente ilustrativas.
Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da Hulk Equipamentos Automotivos Ltda ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público. Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito. Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas.
Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados. Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade. Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu veículo.

Um Novo Carro Para Uma Nova Era

Um Novo Carro Para Uma Nova Era

O carro movido a hidrogênio está saindo das histórias futurísticas para se tornar uma realidade, e o interessante seria que essa tecnologia, pode deixar o meio ambiente mais saudável longe da poluição causada pelo Co² dos automóveis, isso, sem falar que é do tipo renovável!

Embora essa tecnologia venha sendo estudada desde os meados dos anos 60 e foi alvo entre várias montadoras instaladas pelo mundo, é a Toyota que acaba de anunciar o 1 º carro movido a célula de hidrogênio o qual será produzido em grande escala em Motomachi, na cidade de Toyota, Japão.

O nome do carro é Mirai, que na língua japonesa significa “futuro”. Serão fabricados apenas 700 unidades por ano, 3 por dia, e a ideia de produção é que até 2017 atinja a 3 mil unidades, as vendas acontecem primeiramente no Japão e nos Estados Unidos.

Outros carros movidos a hidrogênio já são fabricados pela Honda e a Hyundai, mas, a promessa é que o carro da Toyota, o Mirai, será o primeiro a ter a venda aberta ao público.

 

Entenda como funciona o carro movido a hidrogênio

Na verdade existem duas formas de usar o hidrogênio em veículos automotores:

  • A maneira antiga seria a convencional utilizada em motores a combustão, do mesmo jeito feito em carros movidos a gás natural, e funciona com o hidrogênio que vai para a câmara de combustão e é queimado junto com o ar movendo os pistões.
  • A outra maneira mais moderna é utilizar o hidrogênio como célula combustível em veículos elétricos.

A vantagem do carro movido a hidrogênio com a tecnologia mais moderna, é a performance apresentada que acaba sendo o dobro do motor a combustão, além de não emitir nenhum tipo de  poluente, já que o escapamento libera apenas água para o meio ambiente!

O hidrogênio quando utilizado como célula combustível, permite que os veículos tenham maior autonomia e eficiência energética, isso porque o hidrogênio ao combinar com o oxigênio do ar, produz água e eletricidade, igual a uma bateria, só que em vez de recarregar com eletricidade, coloca-se mais hidrogênio para que a reação química possa continuar, assim, essa eletricidade é liberada pela célula e armazenada numa bateria convencional que alimenta o motor elétrico e move o veículo.

O diferencial sobre a utilização do hidrogênio como célula combustível, é a facilidade que os países têm na produção, enquanto o petróleo não!

E como a preocupação atual é criar um combustível que não prejudique mais a camada de ozônio, o carro movido a hidrogênio é bem-vindo!

 

 

Nota
Imagens meramente ilustrativas.
Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da Hulk Equipamentos Automotivos Ltda ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público. Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito. Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas.
Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados. Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade. Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu veículo.

Por Que Acendeu Uma Luz no Painel de Meu Carro?

Por Que Acendeu Uma Luz no Painel de Meu Carro?

Quando acende uma luz no painel de seu carro de forma intermitente, ou seja, acende e não apaga mais, ou, percebe que começa acender e apagar, fique alerta, pois é hora de levar o quanto antes numa oficina de reparos!

Todo carro precisa de uma manutenção ou revisão periódica para preservar e prolongar a vida útil do motor, da parte elétrica entre outros componentes.

Mesmo assim, o carro é uma máquina que pode sofrer avarias inesperadas, e o principal sintoma de que algo não anda bem no veículo é a luz que acende no painel, por isso, é necessário identificar qual a parte que está com problema para informar o mecânico.

Este artigo é para ajudar a conhecer as principais luzes que podem existir no painel do carro e as funções de cada uma, claro, que devido à existência de inúmeros modelos de veículos, nem todas as sinalizações serão iguais, na dúvida, basta ler no manual do proprietário.

As sinalizações mostradas acima, cada uma tem a explicação correspondente logo abaixo. Confira:

1-Quando acende, é a luz de temperatura alta

Significa que o motor está superaquecido e portanto, deve parar de imediato. Não se arrisque a continuar andando, senão o motor trava e vai parar de vez. O procedimento a ser adotado é chamar um guincho para levar o carro até uma oficina mecânica.

2-Quando acende, é problema de injeção eletrônica

Significa que o carro pode consumir mais combustível que o normal, e provocar o aumento da emissão de gases poluentes fazendo o carro parar de vez. O procedimento a ser adotado, é o mesmo.

3-Quando acende, é a luz de pressão do óleo do motor

Significa que o motor está sem óleo, pois, não verificou o nível do óleo, ou, pode ter acontecido um vazamento, e o motor pode fundir. O procedimento a ser adotado, é o mesmo.

 

4-Quando acende, é a luz alta dos faróis que estão ligados. Fique atento, pois, em vias onde há iluminação pública é proibido transitar com a luz alta dos faróis.

5-  Quando acendeportas-abertas, é porque tem alguma porta aberta no carro.

Nesse caso é bom verificar antes de sair com o veículo, para evitar que aconteça um acidente.

6-Quando acende, significa que está com a seta ligada do veículo indicando que está para fazer uma curva, ou, mudar de faixa de rodagem.

Preste atenção, pois deve ficar ligada somente até completar o percurso, depois deve apagar para não confundir outros motoristas.

7-Quando acende, é porque a luz do farol de neblina está ligado, e é apenas recomendado quando tem neblina. Pois pode prejudicar o campo de visão do motorista que vem em sentido contrário.

8-Quando acende, pode ter dois significados:

*Quando o carro está estacionado, indica que o freio de mão foi puxado;

*Caso o carro está em movimento e a luz acender, indica que o reservatório de óleo de freio está baixo, e pode afetar no momento da freada.É importante parar num posto de combustível ou ir numa mecânica para completar o óleo.

9-Quando acende, significa que a bateria pode estar com problema de carga, ou até no alternador, o dispositivo responsável em carregar a bateria e fornecer energia para o veículo com o motor ligado.

No caso de estar com o veículo em movimento e perceber que esta luz acendeu, pode ser que a bateria não está sendo carregada, assim, pode afetar toda a parte elétrica. Chame um guincho que poderá dar uma carga na bateria, para garantir a volta para casa, eletricista ou até um mecânico.

11-Quando acende abs, significa que o ABS pode estar com problemas, podendo resultar em uma condição fatal caso aconteça um acidente grave . É recomendado levar para o mecânico verificação do mesmo.

12-Quando fica constantemente acesa , significa que atingiu o nível de gasolina reserva e é necessário o abastecimento do veículo. O melhor é sempre prevenir e evitar de andar na reserva,por que pode prejudicar o motor com sujeiras depositadas no fundo do tanque.

13-Quando a luz fica acesa , significa que o carro tem algum problema, só que não identifica qual é o tipo. O recomendado é levar ao mecânico o quanto antes.

14-Quando esta luz permanece acesa , significa que a transmissão automática ou a injeção eletrônica em carros automáticos está com algum defeito . A melhor opção ligar para o seu mecânico ou mecânica de confiança.

15-Quando fica acesa , significa que o veículo esta com uma lâmpada queimada. Lembre-se faça a troca urgente porque além de diminuir a visibilidade no escuro, a sua como  a do outro também gera multa.

16-Quando acende, significa que o carro está com algum problema no sistema elétrico, como não é um problema mecânico, recomenda-se  levar ao eletricista de confiança.

17-Quando acende , significa que um dos passageiros não colocou o cinto de segurança obrigatório, inclusive nos bancos traseiros.

18-Quando acende significa que pode haver problema com o Airbag. Para sua segurança e dos outros recomenda-se levar na concessionária ou uma empresa autorizada,

19- Quando acende essa luz , significa que o problema está no Airbag lateral. Procedimento igual ao item 18.

20-Quando acesa, significa que os pneus precisam de calibragem. Aconselhável que se leve ao posto para a calibragem dos pneus, caso não saiba quantas libras solicite informação ao frentista.

21-Quando acende ,Significa que o desembaçador do para-brisas está ligado. Lembre-se de desligar quando não for mais necessário o seu uso.

22-Quando aceso, indica que o desembaçador traseiro está ligado.

23- Quando acesa ,significa que o Overdrive no câmbio automático está ligado, usado para ajudar na velocidade e economia do combustível.

24- Quando acesa ,significa que a cadeirinha do bebê não está instalada de forma correta. Para os pais de plantão, fique mais atento a essa sinalização.

25- Quando acesa ,significa que a tração integral, 4x4 está ativada.

26-Significa que o esguicho do para-brisa está em funcionamento.

27-Quando acesa ,significa que está com problemas no fluído de freio, e pode não frear de maneira adequada. Procedimento é levar o carro ao mecânico.

28-Quando acesa ,significa que o piloto automático está ativado.

29-Quando acesa ,significa que as travas de segurança nas portas traseiras estão acionadas, isso, evita que as crianças sentadas atrás abram a porta do carro.

Para que todas essas dicas e informações possam ser utilizadas, mantenha a manutenção preventiva em dia, buscando profissionais de autoelétricas. Assim você cuida do seu veículo e ele cuida de você.

 

 

Nota
Imagens meramente ilustrativas.
Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da Hulk Equipamentos Automotivos Ltda ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público. Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito. Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas.
Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados. Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade. Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu veículo.

Alteração no Código de Trânsito Brasileiro – Lei 13.281

Alteração no Código de Trânsito Brasileiro – Lei 13.281

A partir de HOJE (01/11/2016) algumas infrações de trânsito serão aplicadas com um aumento na faixa de 53 a 66%.

A Lei 13.281 altera a Lei nº 9.503, de 23 de setembro de 1997 (Código de Trânsito Brasileiro), e a Lei nº 13.146, de 6 de julho de 2015. Este reajuste aconteceu após 18 anos sem atualização no Código de Trânsito Brasileiro. Além dos valores, as alterações incluem:

 

  • Obstrução da via pública com seu veículo;
  • Falar ao celular;
  • Dirigir alcoolizado com multa de R$2934,70 + suspensão da CNH por 12 MESES;
  • Faróis acesos nas Rodovias;
  • Motoristas que atingirem os 20 pontos entre o período de 12 meses, o período de suspensão passou de 1 mês para MÍNIMO de 6 meses;
  • Além de outros… que podem ser verificador na LEI 13.281 de 04 de maio de 2016.

A Rádio 101FM de Jaboticabal/SP entrevistou José Reinaldo Miciano, Especialista em Trânsito, para comentar sobre essas alterações e atualizações no Código de Transito Brasileiro.

Observação: Se o motorista for reincidente, os valores DOBRAM.

Nota
Imagens meramente ilustrativas.
Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da Hulk Equipamentos Automotivos Ltda ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público. Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito. Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas.
Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados. Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade. Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu veículo.

Previna-se Antes das Férias, Faça a Manutenção Preventiva

Previna-se Antes das Férias, Faça a Manutenção Preventiva

As férias de Julho de final de ano foram-se, mas, as férias de final de ano não demoram a chegar, e o que fazer com o carro que passa mais tempo na garagem do que andando? Tem como confiar nele e colocar na estrada?

O bom é não correr riscos desnecessários! Previna-se fazendo manutenção preventiva, antes das férias chegarem!

Veja quais são os itens que merecem atenção por parte do motorista:

 

 Pneus:

Previna-se fazendo manutenção preventiva, antes das férias, como a calibragem nos pneus e no estepe. No caso de notar vibrações, ou, direção puxando, é preciso procurar um Auto Center para fazer o alinhamento e o balanceamento também.

Combustível e lubrificantes

O ideal é sempre abastecer em postos de bandeiras conhecidas, procure não deixar o mesmo combustível parado no tanque por muito tempo, senão, cria detritos no fundo;

Radiador 

Quando o radiador superaquece, pode até rachar, além de danificar outras peças. Na manutenção preventiva, antes das férias, verifique também a válvula termostática, do radiador, da bomba d’água, da ventoinha, os marcadores de temperatura do painel, e previna-se trocando o líquido de arrefecimento do motor;

Filtro de ar, óleo e combustível

O óleo também fica velho. Sempre que trocar, precisa substituir também o filtro de ar, senão, o lubrificante pode ser deteriorado rapidamente;

Suspensão

Esta é a parte onde a estabilidade do veículo pode ser comprometida durante a viagem. Previna-se fazendo manutenção preventiva inclusive nas molas, buchas, bandejas, pivôs e terminais.

Correia Dentada

A correia dentada deve ser substituída a cada 50 mil km, mas, fazendo manutenção preventiva, antes das férias, previna-se fazendo já a partir dos 20 mil km, assim, evita o aparecimento de problemas futuros.

Limpador de para-brisas

As borrachas das palhetas tendem a ficar endurecidas, devido à falta de chuva e do sabão na lavagem do carro. Antes de viajar troque-as. Cheque também as hastes.

Sistema Elétrico, Velas e Cabos 

A parte elétrica deve ter manutenção preventiva também, Não esqueça dos faróis, bateria, motor de partida, alternador, e todas as lâmpadas e fusíveis. As velas devem ser substituídas de preferência a cada 10 mil km e os cabos a cada 50 mil km.

 

Falhas nestas partes, pode ser sinônimo de carro parado no meio da estrada! Previna-se, antes das férias!

O Primeiro Automóvel no Brasil

O Primeiro Automóvel no Brasil

O Brasil é um dos primeiros países do mundo a conhecer um protótipo do automóvel. Em 1871, antes de Amédée Bollée, na França, dedicar-se à fabricação de veículos, a Bahia recebia um carro que se auto-movia.

A Bahia tem, entre outras, duas primazias:  foi a primeira capital do Brasil e ganhou o primeiro automóvel brasileiro.

A cidade de Salvador era uma cidade importante, rica e “chique” que é como se dizia na época. As famílias mais destacadas usavam a cadeira de arruar ou os corcéis, que eram tratados com carinho especial – quando o Sr. Francisco Antonio Pereira Rocha importou seu “automóvel”.

Eis como era o monstro: uma máquina enorme, pesada e barulhenta, parecia com os atuais rolos compressores de pavimentação, mas com uma quinta roda na frente, responsável pela sua direção. Era movido a vapor e estava ligado a um carro destinado a acomodar os passageiros, que, na sua roupa mais elegante, levantavam a cabeça, soberbos do progresso de sua viatura.

O carro rodou por Salvador, para espanto do povo que enchia as ruas para ver a novidade. Um dia alguém desafiou o Dr. Rocha, dizendo que aquele monstrengo só andava no plano. Queria ver se subia ladeira.

 

O homem pulou na defesa de seu automóvel. O outro teimou. Então foi fechada uma aposta: iria à praça do Mercado, subiria a Ladeira da Conceição da Praia e chegaria à Praça do Palácio.

A notícia correu célere. Todo mundo tomou conhecimento da aposta, e muitas apostas mais surgiram, uns defendo o carro do Dr. Rocha, outros achando que ele, tão pesado e sem nada que o puxasse, não agüentaria a ladeira.

No dia combinado, o Dr. Rocha montou no veículo. O povo comprimia-se ao redor do monstrengo. O bicho resfolegou e começou a andar. Encaminhou-se para a Ladeira. Um momento de ‘suspense”. Parece que o bicharoco nem deu pela mudança de nível: foi subindo vagarosa mas firmemente. Quando despontou na Praça do Palácio, o povo que estava nas janelas e enchia a rua, prorrompeu em aplausos.

O Dr. Rocha ganhou a aposta e muita popularidade. Não se falou noutra coisa durante muito tempo.

Umas das coisas que mais impressionaram o baiano, no caso do automóvel primitivo, foi o fato de ele ter as rodas cobertas de borracha. Tanto assim que logo surgiu uma quadrinha popular, que ficou no folclore baiano muito tempo. Dizia ela:

“Havemos de ver dos dois

O que aperta ou afrouxa:

Do Lacerda o “parafuso”

Ou a “borracha” do Rocha

 

O parafuso do Lacerda é o ascensor da época ligando a Cidade Baixa à Cidade Alta. A borracha do Rocha é o primeiro automóvel de rodas de borracha, do Dr. Francisco Antonio Pereira Rocha.

O fim da primeira excursão do carro brasileiro foi melancólico: de volta de uma excursão ao Rio Vermelho, à margem do Dique, partiu-se uma peça do veículo.

Os passageiros não tiveram outro recurso senão voltar de trole: vieram para a cidade num dos troles da “Trilhos Centrais”.

Segundo algumas informações, não confirmadas, o automóvel a vapor do Dr. Rocha teria ido ao Rio Grande do Sul.

Se isso é verdadeiro, foi a velha caranguejola arrancar mais aplausos e espantos. Agora nos pampas.

 

 

Nota
Imagens meramente ilustrativas.
Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da Hulk Equipamentos Automotivos Ltda ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público. Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito. Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas.
Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados. Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade. Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu veículo.

Como economizar combustível

Como economizar combustível

Com o preço do combustível subindo a cada momento, o brasileiro tem que aprender a fazer economia de alguma maneira, e como não tem como deixar o carro na garagem e ir de ônibus para todos os cantos, o segredo é gastar menos, mas, como economizar combustível?

Saiba como economizar combustível, é fácil!

Basta adotar a partir de agora algumas atitudes bem simples que podem fazer a diferença após 30 dias, tempo suficiente para conseguir perceber no bolso, assim, que conferir em quanto conseguiu esticar a quilometragem com a mesma quantidade de combustível!

Conheça essas atitudes simples que podem reduzir o consumo!

Pneus calibrados

Para quem tinha dúvidas, é fato comprovado que o pneu descalibrado, ou, baixo demais, provoca um gasto muito maior de combustível!

Quando o carro trafega com os pneus descalibrados, as vezes algum murcho, consome muito mais energia, já que precisa gerar mais força e aumenta as rotações do motor para desenvolver a velocidade desejada, tudo isso, faz o consumo de combustível aumentar até 25%, ou seja, calibrando os pneus a cada 7 dias, pode gerar uma boa economia!

Cuidado com excesso de peso

Essa história de dar carona aos amigos na saída do trabalho, pode acabar sendo prejudicial ao bolso do motorista também, por isso, ratear as despesas da conta do combustível pode ser a saída, entenda porque:

O carro quando mais peso tiver durante o trajeto provoca um aumento maior na força necessária para sua locomoção, isso significa que a cada 50 kg a mais de peso, equivale a 1% de aumento no consumo do combustível a cada quilômetro rodado.

O interessante é que para economizar combustível, não é apenas ao excesso de peso das pessoas que precisa evitar, porque muita gente usa o porta-malas para guardar objetos grandes e pesados que as vezes não tem onde acomodar na garagem, por isso, uma dica de ouro, limpe o quanto antes o porta-malas do carro, e sinta a diferença ao abastecer!

Trafegue com as janelas fechadas

É muito gostoso andar pelas estradas num dia ensolarado com as janelas do carro abertas, não é mesmo?

Só que estamos falando em como economizar combustível, e nesse caso, as janelas do carro abertas provocam a entrada do ar no veículo, provocando o aumento do atrito com o ar, e assim, diminuindo a resistência aerodinâmica, o resultado disso tudo, é o aumento no consumo de combustível que se esforça para aumentar a potência e giros do motor! Quer economizar mais 10% de combustível? Fácil também! A partir de agora, só ande com as janelas fechadas, isso, pode conferir uma economia de mais 10%!

Tem como economizar combustível com o carro no ponto morto?

Tem gente que se acha esperta, e deixa o carro na banguela, ou, no ponto morto quando está numa descida, principalmente nas serras, isso, além de ser uma atitude totalmente perigosa pois, o carro fica solto devido estar sem marcha engrenada, gera ainda, um gasto maior de combustível!

Acontece que o carro precisa estar engatado mesmo na descida, assim, gasta menos combustível do que se estivesse em ponto morto, e esse gasto elevado também é observado quando as marchas são esticadas demais, antes de serem trocadas, já que força o motor a trabalhar mais.Resumindo é possível economizar combustível também trocando as marchas no tempo certo que o motor pede, sempre de forma suave para não exigir demais do veículo.

Fique de olho no combustível

Mediante tantas fraudes que envolvem os postos com combustíveis adulterados, isso, é um problema sério que envolve atualmente várias bandeiras de marcas famosas.

Então, tem que ficar esperto e evite abastecer nos postos de combustíveis que tem o preço abaixo da concorrência, principalmente quando a mesma bandeira oferece preços mais elevados, pois, abastecer com combustível adulterado, além de gastar mais, deixa sujeira no tanque, no motor, e compromete a vida útil do carro.

Atenção no trânsito

Seu comportamento no trânsito é fundamental para economia de combustível. Próximos aos semáforos, por exemplo, diminua a velocidade se o sinal estiver vermelho. Assim, não é preciso parar completamente e a retomada da velocidade será mais suave. Evite aquele ziguezague entre os carros. Isso só causa estresse e aceleradas desnecessárias. E abandone o hábito de acelerar o carro antes de desligá-lo. E principalmente, seja paciente, motorista estressado gastam quase o dobro de combustível.

 

 

Nota
Imagens meramente ilustrativas.
Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da Hulk Equipamentos Automotivos Ltda ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público. Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito. Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas.
Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados. Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade. Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu veículo.

O que significam ABS, EAS, ESP, EBD e BAS?

O que significam ABS, EAS, ESP, EBD e BAS?

As montadoras a cada ano, lançam modelos cada vez mais sofisticados embutidos com muita tecnologia em automóveis ou motos, e com tantas inovações, algumas siglas já conhecidas referentes aos sistemas dos veículos podem ser alteradas conforme o fabricante, mesmo assim, tem a mesma função, como as siglas ABS, EAS, ESP, EBD e BAS, o que significam?

O significado de algumas siglas como ABS por exemplo, muita gente entende que se trata de certo tipo de freios, e as outras podem ser referentes ao controle de tração, estabilidade do veículo, enfim, essas siglas cada uma tem uma função importante e diferente, por isso, vale a pena conhecer cada uma, é só conferir!

ABS

 ABS, ou, “Anti-lock Braking System”(em inglês), significa que é um sistema de freios que não trava, graças aos sensores instalados nas rodas, por isso, quando o motorista pisa no freio de repente para evitar uma colisão, o sistema determina que a freada seja feita aos poucos, dessa maneira evita que a roda trave.

O ciclo de aplicação e desaplicação se alternam e podem se repetir muitas vezes por segundo, é comum acender no painel o aviso do ABS quando o sistema é ativado freadas repentinas, mas, fique atento, pois, só deve acender nesses casos.

ABS

 ABS, ou, “Anti-lock Braking System”(em inglês), significa que é um sistema de freios que não trava, graças aos sensores instalados nas rodas, por isso, quando o motorista pisa no freio de repente para evitar uma colisão, o sistema determina que a freada seja feita aos poucos, dessa maneira evita que a roda trave.

O ciclo de aplicação e desaplicação se alternam e podem se repetir muitas vezes por segundo, é comum acender no painel o aviso do ABS quando o sistema é ativado freadas repentinas, mas, fique atento, pois, só deve acender nesses casos.

EAS

EAS significa Electronic Actuation System. É o sistema de controle de tração e também de altura do carro em relação ao solo e, que auxilia o ABS, para que o pedal não seja levado ao fundo, ou seja, ao frear bruscamente controlar a altura do veículo.

ESP

ESP significa “Eletronic Stability Program”, é um programa eletrônico de estabilidade que ajuda o carro a retornar a trajetória original antes da freada brusca, seja no eixo traseiro ou dianteiro.

Já nas curvas, ativa os freios em uma ou mais rodas quando reconhece situação de risco ou perda de aderência. Interessante frisar que nos modelos Audi, Chevrolet ou Kia, é conhecido como ESP, enquanto a Ford dá o nome de ESC.

EBD

EBD significa “Eletronic Brake Force Distribuition”. Trata-se da distribuição eletrônica da força no momento de freadas bruscas, ou seja, é um sistema de controle da força da frenagem nos eixos dianteiro e traseiro, utilizado também como auxiliar complementar do ABS com a finalidade de distribuir melhor a força empregada na freada brusca.

BAS

BAS significa Brake Assist System, é um sistema de auxílio a freadas repentinas que joga carga máxima no freio quando o motorista pisa no pedal bruscamente e trabalha em conjunto com o ABS e o EBD.

É bom esclarecer que o sistema BAS, é o mesmo que AFU, BA, EBA, PBA, e todos tem a mesma função, o auxílio a frenagens de emergência, aplicando força total em freadas bruscas.

Na realidade, BAS é a sigla mais usada em modelos como Elantra, Freemont e na picape Amarok, já no Fluence e outros franceses é o AFU, e na GM era EBA e agora é conhecido como PBA.

Conforme mostrado, siglas diferentes e com a mesma função, podem variar conforme o fabricante, por isso, fique atento e compare cada modelo antes de escolher o próximo veículo!

 

 

Nota
Imagens meramente ilustrativas.
Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da Hulk Equipamentos Automotivos Ltda ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público. Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito. Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas.
Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados. Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade. Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu veículo.

Faróis de milha e farol de neblina, você sabe a diferença e quando utilizar?

Faróis de milha e farol de neblina, você sabe a diferença e quando utilizar?

A noite é comum ver muitos carros trafegando com todos os tipos de luzes acesas ao mesmo tempo, e isso, nas ruas das cidades, não nas estradas, apenas para deixar o visual do carro mais bonito e chamar a atenção, afinal, cada um tem uma utilidade específica, mas, então, faróis de milha e farol de neblina, quando utilizar?

Quando utilizar os faróis de neblina

Os faróis de neblina como o próprio nome diz, devem ser utilizados somente em locais onde há nevoeiro, pois, servem para iluminar tudo que está bem próximo a frente do veículo.

A diferença é que a iluminação é feita através de um facho de luz aberto, justamente para ajudar o motorista a se localizar na estrada, é de curto alcance, mas, bem largo, assim, consegue ter uma iluminação bem próxima ao veículo.

Os faróis de neblina não devem ser ligados quando não há nevoeiro, já que a neblina se forma a 60 cm do chão aproximadamente, e como esse tipo de luz é mais espalhada, ofusca os outros motoristas, inclusive pelo retrovisor!

 

 
Quando utilizar o Farol de Milha

O farol de milha fica próximo aos faróis tradicionais, justamente para jogar luz a longa distância, e assim, melhorar o conforto visual, já que aumenta a quantidade de luz no mesmo ponto desejado.

A visão lateral não é beneficiada, pois a luz é projetada para iluminar a frente apenas, e deve ser utilizada com cuidado, assim, como o farol alto, somente em casos de não haver outros motoristas no sentido contrário, senão pode causar cegueira temporária!

E os Faróis Auxiliares? Quando utilizar?

Existem várias marcas e tipos de carros no mercado, alguns, além dos faróis para neblina, já vem de fábrica com faróis auxiliares que são faróis de longo alcance, podem ser utilizados quando o farol alto já não é mais suficiente, ou seja, é um coadjuvante para o farol alto.

Regulagem das lâmpadas dos faróis de milha e farol de neblina

A substituição das lâmpadas dos faróis de milha e farol de neblina devem ser feitas após 400 horas de uso, isto é o que garante a qualidade na luz refletida.

Já no caso do farol de neblina é interessante frisar que não adianta apenas substituir a lâmpada, pois, o foco deve ser regulado e apontado para o chão, aproximadamente um metro a frente do carro, e caso a lâmpada não fique na posição correta, o farol de neblina não beneficiará no momento de nevoeiro, por isso, é aconselhável pedir ao eletricista para fazer essas substituições.

E aí? A matéria ajudou a diferenciar e quando utilizar?

Por favor, deixe sua opinião para nós nos comentários.

Nota
Imagens meramente ilustrativas.
Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da Hulk Equipamentos Automotivos Ltda ou do criador original do material, estas imagens foram coletadas de diversas fontes públicas, incluindo sites diferentes, considerando a possibilidade de estar em domínio público. Se alguém tiver qualquer objecção à exibição de qualquer imagem ou notícias, deve trazer ao nosso conhecimento através do e-mail (contato). O mesmo será removido imediatamente, após verificação do crédito. Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser de propriedade de outras empresas.
Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações acessadas nos nossos sites que tem por objetivo a divulgação de informação, diversão e educação dos interessados. Medidas tomadas pelos usuários são de sua inteira responsabilidade. Reiteramos que orientamos sempre a consultar e seguir as instruções presentes no manual do proprietário do seu veículo.