,!--BING Your SEO optimized title-->
Curso de Som Automotivo

Curso de Som Automotivo

O objetivo do curso é passar informações técnicas e “macetes” de um modo objetivo e compreensivo para que o aluno possa aprender facilmente e se tornar um profissional na área de Som Automotivo.

Conteúdo primeira apostila: Apresentação do Curso de Som Automotivo
  • O Multímetro
  • Sistemas elétricos dos automóveis
  • Fios e cabos
  • Cabos RCA
  • Tabela de cabos de força
  • Cabos para alto falantes
  • Tabela sobre a convenção AWG
  • Baterias e alternadores
  • O Pre-pack
  • Alto falantes
  • Impedância
  • Ligações de aparelhos
  • A caixa acústica
  • Caixa Vented e Bandpass
Conteúdo segunda apostila: Curso de Som Automotivo
  • Algumas funções do aparelho de cd-player
  • Instalando auto-rádios, toca-fitas e cd-player
  • Problemas de interferência no som do automóvel
  • Cuidados com cabos de áudio (evitando chiados)
  • O remédio é a Prevenção
  • Sistema elétrico automotivo – dimensionamento
  • Saída RCA ou saída amplificada?
  • Como Calcular a Bitola dos Fios
  • Como medir a potência RMS
  • RMS x SPL – mitos e verdades da potência elétrica
  • Divisores de Freqüência
  • Mas como verificar a potência dos alto-falantes?
  • Impedância dos Auto Falantes
  • Potência dissipada em um kit de MidBass, MidRange e Tweeter
  • Decibel, o que é isso?
  • Como escolher o Subwoofer?
  • Associação de Subwoofer
  • Associação de Subwoofers Bobina simples
  • Associação em paralelo
  • Associação de Subwoofers bobina dupla
  • Quanto de potência está sendo dissipada pelos Subwoofers?
  • Quantos dB (decibéis) eu ganho aumentando os Subwoofer?
  • Caixa de fibra ou madeira MDF?
  • Qual a litragem correta?
  • Fixação do amplificador e acabamento
  • Ligação Bridge
  • Capac. de 1 FARADX20 V
  • Projetos
Conteúdo terceira apostila: Som – Conceituação Técnica
  • Slew rate – uma especificação fundamental
  • Alto-falantes – medição dos parâmetros T&S
  • Reativos e os amplificadores de potência
  • Amplificadores de potência
  • O som no automóvel
  • A formação de um bom conjunto de áudio
  • Sonofletores – dimensionamento e cálculo da resposta
  • Caixas acústicas – técnicas de construção
  • Construção de divisores de freqüência
  • Imagem estereofônica
  • Estresse x música
  • Como escolher seus aparelhos na hora da compra.
  • Toca-fitas: funções como procura por início de música, dolby b, alto reverse e controle remoto são muito práticas.
  • Sobre a necessidade de introduzir uma nova especificação
  • Fundamentos acerca da taxa de variação
  • Roteiro de medições
  • Verificação das medidas
  • Exemplo de medições e cálculos
  • Sobre a influência da carga nos aplificadores de potência
  • Os alto – falantes
  • Circuitos reativos – definição e análise da potência
  • Os alto – falantes
  • Como componentes rativos e impedância complexa
  • E como ficam os amplificadores
  • Distorção
  • Em que consiste a ligação Bridge
  • O som no automóvel – alguns conceitos
  • Condições de audição
  • Respostas acústicas do habitáculo
  • Escolha e montagem (parte I)
  • Divisores de freqüência
  • Escolha e montagem (parte II)
  • Cabos e conexões
  • Impedância e ligações de falantes
  • Escolha e montagem (parte III)

http://www.cursosvirtuais.net/curso/som-automotivo.htm

cursosvirtuais.net

Nota
Imagens meramente ilustrativas.
Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da Hulk Equipamentos Automotivos Ltda ou do criador original do material. Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser propriedade de outras empresas.

Associação Galaxeiros das Gerais

Associação Galaxeiros das Gerais

Em 1967, mais precisamente no dia 16 de Fevereiro o primeiro Ford Galaxie 500 saí da linha de montagem, o carro já tinha chamado à atenção do público no final do ano anterior no “V Salão do Automóvel de São Paulo” e marcou sua época por ser o primeiro automóvel de passeio nacional da Ford.

O motor V8 272 de 164cv e o câmbio de três marchas formavam um conjunto mecânico robusto e ao mesmo tempo macio proporcionando um rolar confortável, mesmo nas pavimentações de péssima qualidade da época.

Por fora a carroceria grande com 5,40m de comprimento e 1,99m de largura (medido da maçaneta a maçaneta), frisos de alumínio contornando as caixas de rodas, nas laterias entre os recortes dos paralamas e na grade dianteira.

As cores galáticas

A carroceria trouxe pinturas em oito tons de cores (todos sólidos) os nomes traziam alusões a elementos espaciais: Vermelho Marte, Bege Terra, Verde Júpiter, Preto Sideral, Cinza Cósmico, Azul Infinito, Azul Ágena e Branco Glacial. Opcionalmente a capota poderia vir na cor Branco Glacial criando, assim, o efeito “saia e blusa”.

As rodas, pintadas na cor da carroceria do veículo poderiam ser equipadas com duas opções de calotas. Uma pequena, que cobria o conjunto de porcas e prisioneiros, feita em metal cromado com pequenos detalhes em preto fosco vinílico com a inscrição Ford marcada três vezes no centro.

A outra opção eram as chamadas “supercalotas” que cobriam as rodas por completo, feitas em alumínio polido com os rebaixos pintados em preto fosco vinílico e com o miolo em acrílico com fundo refletivo em vermelho.

 

galaxeiros

http://galaxeiros.blogspot.com.br/

Nota
Imagens meramente ilustrativas.
Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da Hulk Equipamentos Automotivos Ltda ou do criador original do material. Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser propriedade de outras empresas.

Nictheroy Clube de Veículos Antigos

Nictheroy Clube de Veículos Antigos

Eram três amigos que tinham muita coisa em comum, os três tinham oficina e eram profundos conhecedores de mecânica e principalmente, gostavam muito de carros antigos. Estamos falando da década de 60, Niterói ainda tinha bondes e a população não chegava a cem mil habitantes. Havia os famosos ”pegas” na praia de Icaraí, com direito a batidas e “cavalo de pau”, e foi nesse clima de cidade pequena que esses três amigos começaram a se encontrar com o seus carros.

Aos poucos, a esses três, juntaram-se outros e a turma começou a aumentar e todos com o mesmo objetivo: reunir os carros. Muito informalmente, não havia um local determinado. Ora em uma Praça no Gragoatá, ora no Campo de São Bento ou em frente à Biblioteca Nacional, ora um verdadeiro “passeio” a São Francisco, o fato é que o grupo se divertia dessa forma.
Os amigos eram o Leandro Franco, Izchak Redinger e Albino Carneiro e a eles se juntaram Fernando dos Anjos, Walter Moreira, Danilo Cariello, Francisco Ney de Araújo, Marcelo Amaral entre outros.
Os encontros continuavam, estamos na década de 70, mas agora já se fala em criar um Clube, um clube que agregasse todo e pessoal que tinha o carro antigo como hobby.
Começaram as reuniões que ocorriam na oficina do Izchak. Ali surgiam várias ideias, parar criar o Clube, mas fica tudo no papel. Os anos vão se passando, os encontros continuam cada vez mais frequentes, e se tornam passeios de carros antigos. Os amigos, já mais de vinte, vão juntos com suas raridades a Bom Jardim, Teresópolis, Itaipava, Conservatória, entre outras cidades próximas a Niterói.

Até que aparece no grupo, Wilson Sauerbronn, que junto com mais dois amigos, o José Átila Valente e o Danilo Cariello, arregaçaram as mangas e redigiram depois de muita discussão e muitos acertos, o que seria o primeiro Estatuto do Nictheroy Clube de Veículos Antigos, cuja a data oficial da fundação foi em Cinco de Abril de 1986 tendo como seu primeiro presidente o Sr. Wilson Sauerbronn e como Vice Presidente o Sr. José Atila Valente.
O Clube, então como pessoa jurídica, era chamado por várias prefeituras das cidades vizinhas para participar de eventos, carreatas, passeios etc. São Fidelis, Itaocara, Bom Jardim, São Sebastião do Alto, Vassouras foram algumas das cidades visitadas.

Nictheroy Clube de Veículos Antigos

http://www.nictheroyveiculosantigos.com.br/#!

Nota
Imagens meramente ilustrativas.
Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da Hulk Equipamentos Automotivos Ltda ou do criador original do material. Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser propriedade de outras empresas.

Federação dos Metalúrgicos do estado de São Paulo

Federação dos Metalúrgicos do estado de São Paulo

70 anos de luta em defesa do Trabalhador Metalúrgico

Por Claudio Magrão

O dia 1º de maio de 2013 foi duplamente significativo para a categoria metalúrgica, pois nesta data é comemorado o Dia do Trabalhador e, também, os 70 anos de existência e luta da Federação dos Metalúrgicos do Estado de São Paulo.

A Federação dos Metalúrgicos congrega 54 Sindicatos da categoria no Estado de São Paulo, que representam cerca de 800 mil trabalhadores e trabalhadores do setor. É uma das maiores entidades sindicais da América Latina.

Em pouco mais de 100 anos de lutas sindicais no Brasil, as histórias da Federação, e dos metalúrgicos, estão inseridas na sociedade brasileira.

Luta alicerçada para garantir, assegurar e ampliar os direitos trabalhistas, mas que, com o tempo, ampliou-se para questões mais amplas como acesso digno à saúde, educação gratuita e de qualidade, moradia, segurança, e demais itens que constituem a vida de cada brasileiro. Uma luta por melhores condições de trabalho e de vida.

Muito já foi conquistado ao longo da história, porém ainda há muito a ser feito, pois a luta entre o Capital e o Trabalho é permanente.

Parte forte dessa luta, a Federação segue sua história, traçando novas metas, alcançando novos objetivos. Mas é uma luta que não se faz sozinha, na verdade, todos os Sindicatos filiados constituem um instrumento de luta pelos direitos e cidadania plena aos cidadãos brasileiros.

Claudio Magrão é presidente da Federação dos Metalúrgicos do Estado de São Paulo.

http://www.fedmetalsp.org.br/index.htm

Nota
Imagens meramente ilustrativas.
Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da Hulk Equipamentos Automotivos Ltda ou do criador original do material. Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser propriedade de outras empresas.

MOPAR CLUBE BRASIL

MOPAR CLUBE BRASIL

Fundado oficialmente em Setembro de 2006 por um grupo de amigos entusiastas que começaram a se reunir em churrascos e encontros de autos. O MOPAR CLUBE BRASIL tem sede na cidade de Jundiaí – SP, tendo como objetivo reunir, organizar e auxiliar tecnicamente os amantes e proprietários de veículos Chrysler, Dodge, Plymouth, Imperial e De Soto, bem como, organizar eventos, encontros e passeios, divulgando e promovendo a Marca MOPAR no cenário automotivo e antigomobilista.
Paralelamente, o clube promove ações de cunho social e filantrópico, ajudando em caráter permanente entidades carentes da região.

O MOPAR CLUBE BRASIL possui estatuto e CNPJ, atuando com toda formalidade e clareza, tendo o conteúdo de todas as suas reuniões e assembleias registrados em Ata.
Desde 2007 oferece ao associado o privilégio da “Placa Preta” (destinada aos veículos em excelente estado de conservação/originalidade). A liçenca para se aplicar a vistoria da “Placa Preta” só foi possível graças ao reconhecimento do Clube pela FBVA (Federação Brasileira de Veículos Antigos) – www.fbva.org.br. Mesmo fornecendo a placa preta, não desprezamos antigos customizados, hots e sim ADORAMOS QUALQUER VEÍCULO ANTIGO, sem discriminação. Também pode associar-se qualquer pessoa que goste dos veículos fabricados pela Chrysler, sendo proprietário ou não.

O MOPAR CLUBE BRASIL faz reuniões a cada 15 dias, sendo abertas a qualquer pessoa. Periodicamente, fazemos o tradicional churrasco dos sócios e amigos do clube.
Também participamos de diversos eventos, saindo em carreata de pontos pré-estabelecidos dispondo normalmente de tenda com o material promocional do clube.

Conforme mencionado, além de preservar a história antigomobilista no Brasil, o MOPAR CLUBE BRASIL também se preocupa com as entidades carentes, convidando seus associados e amigos a doarem em nossos eventos brinquedos, agasalhos e alimentos. Estas arrecadações são doadas a instituições triadas e cadastradas.
Para exemplificar, a ação social do clube, de seus sócios e amigos, no evento de 1º aniversário do clube, conseguimos arrecadar mais de 300 kg de alimentos.

O Clube dispõe de material de merchandising, normalmente à venda em eventos. O associado é presenteado com brindes no ato de sua associação. Dispomos também de consultores que auxiliam na restauração e preparação de seu MOPAR, bem como indicação e parcerias com empresas especializadas, eventualmente dando descontos promocionais aos sócios do MOPAR CLUBE BRASIL.

MOPAR CLUBE BRASIL

Email e MSN:

moparclube@gmail.com

Telefones:
Presidente: Jorge 11) 8929-2941
Vice-Presidente: Rafael (11) 9738-9101 
Diretor Tesouraria: Wagner (11) 8929-2894  
Marketing/Promocional: Marcel (11) 7460-4551 
Diretor Técnico: Paulo (11) 8537-8357 
Secretário 1: André (11) 9107-5634 
Secretário 2: Carlos Sapão

Endereço: 
MOPAR CLUBE BRASIL 
Rua Profª Adelaide Pontes Laureano, nº 330 – Quinta das Videiras 
CEP 13211-725 – JUNDIAI – SP. 

 

 

Nota
Imagens meramente ilustrativas.
Os direitos autorais de todo o material apresentado neste site são propriedade da Hulk Equipamentos Automotivos Ltda ou do criador original do material. Todas as Marcas e nomes pertencem aos seus proprietários. Outros nomes e marcas podem ser propriedade de outras empresas.